Main menu

Como é ser mãe de menino?

24 ago 2013
Já falamos como é ser mãe de menina e agora nada mais justo que mostrar como é a vida de uma mãe de menino.  Como falamos no outro artigo (clique aqui para rever) compartilhamos das ideias de muitas mães que tem um casal e como é diferente as experiências que elas tem com os filhos de ambos os sexos.


Mas afinal, como é ser mãe de menino?


Ele pode fazer xixi na sua cara


Calma, ele não fará xixi na sua cara de propósito ou com agressividade. Isso ocorre durante a troca de fraldas, que se você não prestar atenção em tapar as partes intimas dele com uma fraldinha de pano enquanto limpa e passa pomada, o bebê menino pode acidentalmente fazer xixi na sua direção.


Como é ser mãe de menino?

Os meninos são mais dramáticos quanto às doenças

Não é querendo falar que os homens são manhosos, mas está comprovado que as mulheres suportam mais a dor que eles e por incrível que pareça desde o berço os bebês meninos já demonstram ser mais manhosos na hora de estar enfermos do que as meninas.


Brincadeiras mais agressivas


Os meninos apresentam um instinto mais violento e agressivo, por isso ser mãe de menino implica educar em valores e repreender quando é necessário.


Hora do pipi


Ser mãe de menino é saber que quando saímos de casa, não será um problema se não encontramos um banheiro, já que o menino pode fazer pipi em qualquer árvore.


Meninos são mais simples


Para as mães que adoram praticidade, ser mãe de menino é o melhor que pode acontecer. Os meninos são mais simples, já que não requerem tantos acessórios como brincos, tiaras e fitas, entre outros. Basta uma blusinha, um short e um sapatinho para seu gatão ficar lindo. Por serem mais simples, os meninos são mais econômicos também.


Ter alguém para te defender


Segundo Freud os meninos passam por um momento da vida chamado ‘Complexo de Édipo’ que é uma espécie de amor pela mãe. A maioria dos meninos sempre está do lado da mãe como, por exemplo, em discussões familiares.  Assim, ser mãe de menino significa ter um protetor por toda a vida.

As informações contidas neste blog nunca substituirão a análise de um profissional de saúde. Portanto, é imprescindível ter o acompanhamento médico adequado antes, durante e após a gravidez. A saúde de você, gestante, e do teu bebê, dependem da orientação desse profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>