Main menu

Efeitos Colaterais da Pílula Anticoncepcional

12 jul 2013
A pílula anticoncepcional pode apresentar alguns efeitos colaterais que muitas vezes até justificam a interrupção do uso, já que eles podem ser bastante desagradáveis.

Em primeiro lugar, náuseas (enjoo). Algumas pacientes tomam pílula e pelo teor hormonal que elas contém, acabam desenvolvendo um enjoo e não conseguem mais tomar a pílula. Para essas pacientes, existe a opção da pílula em forma de anel vaginal ou na forma de adesivo, que é colocado na pele. Muitas vezes, esses outros métodos cortam este efeito colateral desagradável.

Outro efeito bastante frequente, é o inchaço. As pacientes se sentem um pouco inchadas. E efetivamente acontece, pois tomando pílula, as pacientes tem um certo ganho de líquido, daí se entende que a pílula pode ajudar a engordar um pouco, pois este ganho de líquido é de 1 a 2 litros o que corresponde de 1 a 2 kg no peso final. Então a paciente que toma pílula e está engordando 10, 15 kg, não é a pílula e sim outro problema.

Efeitos Colaterais da Pílula Anticoncepcional


Mais um efeito colateral desagradável é em relação as mamas. Elas começam a ficar mais sensíveis e um pouco dolorosas. E finalmente as mudanças de humor.

Os efeitos colaterais das pílulas duram quanto tempo?

Todos esses efeitos colaterais costumam melhorar conforme vai passando o tempo. O ideal é aguardar de 2 a 3 meses, ou se não puder suportar esses efeitos, que tentem mudar levemente a composição da pílula, pois elas tem uma composição muito parecida, mas as vezes alterando esta composição a paciente melhora quanto aos efeitos colaterais.

Um efeito colateral bem desagradável que pode vir a acontecer, é o sangramento, mesmo a paciente tomando a pílula regularmente. Hoje em dia as pílulas são muito fracas e as vezes ocorre um pequeno sangramento chamado de “escape”. Isso não tem problema nenhum, se a paciente continuar tomando a pílula, ela continua com seu efeito pleno, mas é algo desagradável. Isso também costuma cessar depois de 2, 3 meses, portanto não há maiores problemas.

Importante é que quando isso acontece, a paciente vá ao médico para saber se é apenas um sangramento de escape, o que é normal, ou se é algum outro problema que justifique o sangramento.

As informações contidas neste blog nunca substituirão a análise de um profissional de saúde. Portanto, é imprescindível ter o acompanhamento médico adequado antes, durante e após a gravidez. A saúde de você, gestante, e do teu bebê, dependem da orientação desse profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>